Posts


Atualmente, muito se fala sobre o Matcha. Desde meados de 2011, o Matcha – “Chá Verde em Pó” em japonês – vem sendo muito citado e conhecido no ocidente por vários motivos:

  1. Sua potência energética e de nutrientes como um superalimento;
  2. Sua bomba de antioxidantes como todos os chás vindos da Camellia Sinensis;
  3. Sua função ritualística dentro da cerimônia de chá japonesa e
  4. Bebidas lindas feita com o chá em sua base.

Mas vale questionar:

“De onde vem o Matcha?


Por mais estranho que pareça, o Matcha tem início na China, na Dinastia Tang, do Século VII até o X. As folhas de chá eram prensadas para facilitar seu transporte e armazenagem.

Além disso, uma grande personalidade e filósofo da época chamado Lu Yu havia escrito o “Clássicos Do Chá” ou Cha Jing (茶经) em Mandarim, um livro baseado no Zen Budismo emergente na China, com vários métodos, ordens e preparos organizados e compilados dentro do livro.

É desse chá prensado em que se fazia o chamado Mo Cha (literalmente Chá Moído, em chinês) de onde surgiria seu primo, o Matcha.

Mas foi apenas na Dinastia Song, do século X a XIII, quando o monge budista Eisai levou com força a cultura do Zen Budismo e do Chá para o Japão. Durante esse período, realmente começou a se construir uma forte ligação entre o Japão e o chá verde.

Cerimônias associadas ao Matcha


Eisai – Conhecido como o Pai da cultura do chá no Japão – levou sementes de Camellia Sinensis para o Japão e incentivou a produção local. Com o tempo, isso foi se desenvolvendo para o que é hoje.

Neste contexto, parte do chá produzido era usado para uma cerimônia budista advinda do Lu Yu. Isso resultou no que conhecemos hoje como “Chanoyu” (O Caminho do Chá). Essa é uma das cerimônias mais tradicionais que encontramos hoje em dia. Posteriormente foi adaptada e melhorada por Sen no Rikyu.

Esse foi um pequeno resumo da história desse chá verde do Japão.

Em breve, traremos muito mais informações sobre essa bebida já antiga, que até hoje se inova e se transforma em criações magníficas. (é preciso textão para contar um pouquinho sobre o Matcha) 😮