Matcha

O chá moído tem origem na China, ainda nos tempos da dinastia Song. Mas monges zen-budista levaram o chá para o Japão, e lá, o Matcha tornou-se protagonista. Chá esse que passa por um processo de extremo zelo, desde a plantação até a colheita. Faltando quatro semanas para a colheita, as plantações são cobertas com redes escuras para escondê-las do sol. Desta forma, o seu crescimento é retardado e a planta compensa a perda dos raios solares com uma produção especialmente intensa de clorofila, criando mais aminoácidos, a partir dos quais se obtém, posteriormente, um sabor mais suave e doce ao chá. Os caules são removidos antes das folhas serem trituradas. Elas então são colocadas em moinhos de pedra até se obter uma textura de pó fino como o talco, um verde intenso, conhecido como Matcha.