Atualmente, muito se fala sobre o Matcha. Desde meados de 2011, o Matcha – “Chá Verde em Pó” em japonês – vem sendo muito citado e conhecido no ocidente por vários motivos:

  1. Sua potência energética e de nutrientes como um superalimento;
  2. Sua bomba de antioxidantes como todos os chás vindos da Camellia Sinensis;
  3. Sua função ritualística dentro da cerimônia de chá japonesa e
  4. Bebidas lindas feita com o chá em sua base.

Mas vale questionar:

“De onde vem o Matcha?


Por mais estranho que pareça, o Matcha tem início na China, na Dinastia Tang, do Século VII até o X. As folhas de chá eram prensadas para facilitar seu transporte e armazenagem.

Além disso, uma grande personalidade e filósofo da época chamado Lu Yu havia escrito o “Clássicos Do Chá” ou Cha Jing (茶经) em Mandarim, um livro baseado no Zen Budismo emergente na China, com vários métodos, ordens e preparos organizados e compilados dentro do livro.

É desse chá prensado em que se fazia o chamado Mo Cha (literalmente Chá Moído, em chinês) de onde surgiria seu primo, o Matcha.

Mas foi apenas na Dinastia Song, do século X a XIII, quando o monge budista Eisai levou com força a cultura do Zen Budismo e do Chá para o Japão. Durante esse período, realmente começou a se construir uma forte ligação entre o Japão e o chá verde.

Cerimônias associadas ao Matcha


Eisai – Conhecido como o Pai da cultura do chá no Japão – levou sementes de Camellia Sinensis para o Japão e incentivou a produção local. Com o tempo, isso foi se desenvolvendo para o que é hoje.

Neste contexto, parte do chá produzido era usado para uma cerimônia budista advinda do Lu Yu. Isso resultou no que conhecemos hoje como “Chanoyu” (O Caminho do Chá). Essa é uma das cerimônias mais tradicionais que encontramos hoje em dia. Posteriormente foi adaptada e melhorada por Sen no Rikyu.

Esse foi um pequeno resumo da história desse chá verde do Japão.

Em breve, traremos muito mais informações sobre essa bebida já antiga, que até hoje se inova e se transforma em criações magníficas. (é preciso textão para contar um pouquinho sobre o Matcha) 😮

O Matcha é um chá que vem se tornando muito famoso nos últimos tempos.

Popularização do matcha

Sua história é milenar. Envolveu todo o contexto da cerimônia do chá. E foi protagonizada samurais do período feudal japonês. No entanto, sua utilização e venda vem se tornando mais acessíveis atualmente por motivos como:

  • Seu uso na culinária;
  • Sua grande bomba de propriedades de um superalimento, concentrando 20 vezes mais antioxidantes que os outros chás da Camellia Sinensis;
  • A utilização na cerimônia do chá tradicional praticada até nos dias de hoje.

Uma receita simples e deliciosa

Para diversificar as formas de usar seu Matcha da Tea Road, preparamos uma série de receitas feita com esse delicioso chá verde.

Com matcha é possível produzir receitas simples de serem reproduzidas em casa, mas que podem ser combinadas a outras para se tornarem pratos deliciosos e de alta gastronomia.

Esse chá pode nos proporcionar, ainda, uma manhã mais energética.

Para aproveitar seus benefícios, nossa primeira receita é um Clássico:

Iogurte com Matcha

Ingredientes

– 250 ml de Iogurte de sua preferência;
– 4 g de Matcha culinário da Tea Road ;
– 50 g de morangos ou granola;

Modo de preparo


– Separar em uma tigela o iogurte;
– Adicionar o Matcha e misturar com o auxílio de um batedor de ovos ou garfo para incorporar bem;
– Colocar nos recipientes em que você vai servir, e cobrir com morango ou granola.

Além disso…

Caso você queira uma presença do Matcha mais intensa, nada impede você adicionar mais chá ao iogurte.

Recomendamos a granola como acompanhamento por conta das nozes e castanhas que combinam muito bem com o Matcha.

Mas você também pode colocar frutas como manga, abacate e lascas de coco. Como preferir!